Tópicos desta página:

  • A ABECA - Associação para o Bem Estar da Criança e Adolescente
  • Como tudo começou
  • Objetivos da ABECA

A ABECA - Associação para o Bem Estar da Criança e Adolescente

São várias as questões em discussão que envolvem crianças e adolescentes. Podemos citar algumas, como a falta de perspectiva de futuro devido à baixa escolarização e oportunidade de empregos, a violência doméstica, a violência nas ruas de hoje.

Acreditamos que toda a orientação da criança começa em seu lar, onde deveria ter amor, educação e exemplo de condutas. Muitas famílias não possuem estrutura física nem emocional para lidar com o desemprego e outras intempéries da vida, às vezes buscando na bebida uma fuga, fato que contribui para o aumento da violência familiar. A criança pode buscar refúgio nas ruas, nas drogas, na bebida. Para fugir da violência dentro de sua casa, ela toma contato com outras formas de violência ainda mais perigosas: pessoas que já estão no crime e que as influenciam a percorrer este caminho. Assim, necessita-se não somente investir em escolas, prédios e em outros bens materiais, mas sim investir no ser humano, estimular a consciência dos pais, a consciência da estrutura familiar. Investir na educação no lar, na transmissão das noções de civilidade, respeito e limites.

A inversão de valores do mundo atual deixa a juventude à deriva, pois traz consigo poucos valores verdadeiros, o que torna crianças e jovens vítimas fáceis da ilusão e da fuga na violência e nas drogas. Sabemos que esta não é uma causa fácil mas a crença na possibilidade do desabrochar humano e na vivência, ainda que futura, de um mundo mais justo e solidário são maiores e nos sustenta nesta iniciativa de construirmos juntos ao menos um passo em direção à justiça social e no resgate do ser humano.

 Por isso, a ABECA tem como principal atuação a busca pela prevenção à violência doméstica, seja esta física ou emocional, e a prevenção da criminalidade infanto-juvenil trabalhando com crianças e adolescentes e seus familiares, na tentativa de restabelecer o direito de sorrir sem receio, de sonhar com alegria e confiança de amar sem medo!

Como tudo começou

 

A ABECA  - Associação para o Bem Estar da Criança e Adolescente - entidade sem fins lucrativos, foi concebida por um grupo de pessoas interessadas em investir em um projeto social no município de Contagem –MG, cujo objetivo é trabalhar a prevenção da violência doméstica e da criminalidade, através da proteção de crianças e adolescentes, assegurando-lhes o direito à educação, lazer, saúde, alimentação, profissionalização, cultura, dignidade, respeito, liberdade, convivência familiar e comunitária. Assim, nossa proposta é prestar atendimentos a crianças e adolescentes em situação de risco social, como também atendendo aqueles que recebem do Juizado da Infância e Juventude e dos Conselhos Tutelares o cumprimento de medidas protetivas. Este grupo acredita no potencial criativo humano e  na possibilidade de resgate da auto-estima e cidadania de cada criança e adolescente, através do desenvolvimento de trabalhos para que se revele a potencialidade de cada menor atendido, contribuindo para uma sociedade mais justa e solidária.

 

Se sua visão for para um ano, plante trigo.
Se sua visão for para dez anos, plante árvores.
Se sua visão for para a vida inteira, plante pessoas.
 
Provérbio chinês

 

Objetivos da ABECA

 

O objetivo é trabalhar a prevenção da violência doméstica e da criminalidade, através da proteção de crianças e adolescentes, assegurando-lhes o direito à educação, lazer, saúde, alimentação, profissionalização, cultura, dignidade, respeito, liberdade, convivência familiar e comunitária. Mostrar ao menor sua parcela de responsabilidade social e como ele mesmo pode fazer escolhas sadias para sua ressocialização e para seu ingresso na vida adulta de maneira madura; zelando por uma postura respeitosa com suas limitações, com sua condição de ser humano, de criança e de adolescente (pois são fases de conflitos e preparação para a vida adulta) mostrando-nos dispostos a auxiliá-lo numa nova forma de vivência e preparando a família para ser um suporte para este jovem.